Na segunda quinta-feira do mês de Outubro celebra-se anualmente o Dia Mundial da Visão. Esta iniciativa conjunta da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira pretende chamar a atenção da população para a importância da visão e para a prevenção dos problemas relacionados com a visão.

A OMS estima que cerca de 80% das alterações visuais são evitáveis, podendo as mesmas serem prevenidas ou tratadas. Em todo o mundo cerca de 285 milhões de pessoas sofrem de alterações visuais moderadas ou graves, das quais 90% delas vivem em países desenvolvidos. A incidência destas alterações abrange a população acima dos 50 anos em 65% dos casos.

Nas sociedades modernas de hoje a visão desempenha um papel importantíssimo na aquisição de conhecimento, no desempenho das tarefas diárias e consequentemente na produtividade de cada um de nós. Foi devido a esta crescente importância da performance visual que se desenvolveu a Optometria, uma ciência autónoma que estuda, avalia e apresenta terapias para que as capacidades visuais estejam na plenitude das suas funções.

Por conseguinte, o Optometrista, enquanto profissional da visão, exerce a sua actividade sobre olhos saudáveis, sem nenhuma patologia associada ao défice visual, em que as capacidades visuais estejam deficitárias quer sejam por alterações refractivas, de rendimento visual ou mesmo induzidas por alterações oculares que não exijam ou requeiram intervenção imediata do profissional oftalmologista, este sim um profissional capacitado para tratar os problemas do fórum patológico. Um exemplo disso é o rastreio e acompanhamento da Retinopatia Diabética, do glaucoma ou mesmo das cataratas.

A OMS reconhece no profissional de Optometria a primeira barreira no combate à cegueira evitável, pelo que é recomendável uma visita anual ao seu Optometrista, pois ele é cada vez mais o profissional que presta os Cuidados Primários de saúde Visual.

Dr. Tito Encarnação

Dia Mundial da Visão